O CAMINHO DA SERPENTE

"Reconhecer a verdade como verdade, e ao mesmo tempo como erro; viver os contrários, não os aceitando; sentir tudo de todas as maneiras, e não ser nada, no fim, senão o entendimento de tudo [...]".

"Ela atravessa todos os mistérios e não chega a conhecer nenhum, pois lhes conhece a ilusão e a lei. Assume formas com que, e em que, se nega, porque, como passa sem rasto recto, pode deixar o que foi, visto que verdadeiramente o não foi. Deixa a Cobra do Éden como pele largada, as formas que assume não são mais que peles que larga.
E quando, sem ter tido caminho, chega a Deus, ela, como não teve caminho, passa para além de Deus, pois chegou ali de fora"

- Fernando Pessoa, O Caminho da Serpente

Saúde, Irmãos ! É a Hora !


sexta-feira, 25 de abril de 2008

NÃO à pena de morte - Campanha Internacional Moratória 2000

Portugal foi o primeiro país Europeu a abolir a pena de morte. Por essa razão, deveriamos dar o exemplo e assinar esta petição, além de a dar a conhecer ao maior número de pessoas possível.Mostremos ao Mundo o melhor de Portugal - O nosso Humanismo.

http://www.santegidio.org/pt/pdm/app.htm

APELO POR UMA MORATORIA MUNDIAL DA PENA DE MORTE

Nós, abaixo-assinados, convencidos de que a pena de morte

* é negação do direito à vida universalmente reconhecido
* é uma pena, cruel, desumana e degradante, não menos abominável do que a tortura
* é incapaz de combater a violência, na realidade é legitimação da violência mais completa: a que destrói a vida humana, em nível de Estados e sociedades
* desumaniza o nosso mundo dando o primado à represália e à vingança, enquanto elimina os elementos de clemência, perdão e reabilitação do sistema da justiça.Convidamos todos, também os que defendem o uso da pena de morte, a refletirem serenamente sobre a necessidade de uma suspensão das execuções.Na verdade
* Hoje, no mundo, mais da metade dos Estados não utilizam a pena de morte, alguns a aboliram totalmente, enquanto outros decidiram, com os fatos, não colocá-la em prática
* As Nações Unidas reconhecem a falta de dados capazes de demonstrar que o seu uso seja um antídoto eficaz contra os crimes mais hediondos
* Há anos os crimes graves não tiveram nenhuma redução significativa nos lugares onde a pena de morte foi reintroduzida
* Existem métodos alternativos de grande eficácia para proteger as sociedades inclusive de quem cometeu os delitos mais horríveis.
* A lógica “vida por vida” é tida como arcaica e inaceitável em grande parte do nosso planeta. Praticamente em toda parte o sistema judiciário procura superar esse modo desumano de tratar pessoas que cometeram crimes, mesmo os mais graves
* Nos países democráticos, o custo da pena de morte é maior do que o da prisão perpétua.

POR TODAS ESSAS RAZÕES,PEDIMOS AOS GOVERNOS DE TODAS AS PARTES DO MUNDOQUE DECLAREM UMA MORATORIA DA PENA DE MORTE

Para assinar, dirijam-se a esta página: http://www.santegidio.org/it/pdm/adesione.htm

4 comentários:

Paulo Borges disse...

Isto é verdade. Mas também há que nos insurgirmos contra a mais radical pena de morte a que nos condenamos pelo simples facto de pensarmos haver nascido.
Como ? Transcendendo em vida a vida.
Como ? Transcendendo o conceito de se estar vivo.
Como ? Vivendo além dos conceitos de vida e morte.

interrogativa disse...

Como se transcendem os conceitos?

Nick Cave disse...

with brand new eyes, open wide?

leitor disse...

Os conceitos de vida e morte são culturais, relacionados com o centramento da experiência do ser no indivíduo... Georges Gusdorf recorda, em "Mito e Metafísica", povos que não têm noção de um nascimento e de uma morte individuais.